A ESSÊNCIA DA FALSIDADE


A ESSÊNCIA DA FALSIDADE


A multidão dos homens apregoa a sua própria bondade, porém o homem fidedigno quem o achará?  Provérbios 20:6

Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas interiormente estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade. Mateus 23:28

falsidade

É a característica do que não é verdadeiro.
De fato, o ser humano muitas vezes se sente, em nossa sociedade, quase obrigado a ser falso.

A mentira, o engodo, o engano, a falsa aparência, a esnobação, a desfaçatez, a aleivosia, a deslealdade, a farsa, o fingimento, a hipocrisia, a impostura, a perfídia, e a traição, são gêneros de primeira necessidade nos relacionamentos entre as pessoas que se julgam dependentes de tais posturas para sobreviver em uma relação.

O orgulho e a busca de reconhecimento trazem consigo a necessidade quase inadiável de aparentar algo que não se é.

A falsidade em sua concepção traz à pessoa certos “proveitos”, como, por exemplo, omitir sua condição, mostrar-se de maneira diferente para levar vantagens, obter lucros, ascensão social, desmoralizar outras pessoas, ficar por cima, ou não ser fraco diante de, entre outros.

Rui Barbosa, o grande jurista brasileiro, afirmou certa vez, dentre outras coisas, que de tanto ver triunfar a mentira e a falsidade, tinha até vergonha de ser honesto.

Mais não é isso que faz da falsidade algo indispensável em nossas vidas, na verdade ela é o suprassumo da vida ordinária e sem valor…

Hoje é fácil tornar um relato mais interessante acrescentando a ele alguns detalhes, como também é fácil fraudar uma história quando lhe dispensamos uma omissão ou ação. É simples deduzir que não existe o que se pode chamar de “falsidade particular”, ou seja, uma informação fora do verdadeiro não prejudica somente a pessoa que a pratica.

“Como o prevaricar, e mentir contra o SENHOR, e o desviarmo-nos do nosso Deus, o falar de opressão e rebelião, o conceber e proferir do coração palavras de falsidade.” Isaias 59.13


Miguel de Cervantes disse que A verdade alivia mais do que magoa. E estará sempre acima de qualquer falsidade como o óleo sobre a água.

A falsidade tem muitas caras, muitos sons, muitas taras, sem escrúpulos, sem misericórdia, ela só pensa nela, e não importa o que aconteça ela se sobrepõe indebitamente com crueldade.
Sua grande amiga chama-se a mentira, seus caminhos infinitos, enquanto a verdade o seu caminho é único e simples.

“A verdadeira glória lança raízes e até se multiplica; tudo que é falso, dura pouco, como as florezinhas; e nada fingido pode ser duradouro.” (Cícero)

O rei Salomão disse que as pessoas direitas são guiadas pela honestidade. A maldade dos falsos é a sua própria desgraça.
A prosperidade de nossas vidas depende de nossa conduta e de nossas escolhas.

“Viste o homem diligente na sua obra? Perante reis será posto; não permanecerá entre os de posição inferior.” Provérbios 22:29

“Até a criança se dará a conhecer pelas suas ações, se a sua obra é pura e reta.” Provérbios 20:11

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai”. Filipenses 4:8


Deus te abençoe e te faça ver que é melhor ser verdadeiro.

Wagner de Salles dezembro de 2011
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s